A importância do Mediador Escolar

A importância dos mediadores sócio-culturais de etnia cigana que trabalham nas escolas é reconhecida, por professores e famílias desta comunidade, como um elemento que promove a inclusão dos alunos ciganos em igualdade de condições.

A presença destes mediadores, que conhecem a cultura cigana e a cultura da instituição, foca a criação de pontes entre duas realidades distintas, desempenhando, por isso, um papel extremamente relevante para a escola e para as famílias ciganas.

A sua presença no espaço escolar é determinante porque promove o diálogo intercultural, reforça a coesão social, contribui para a prevenção/resolução de conflitos sócio-culturais e para a definição de estratégias de intervenção social e facilita a comunicação entre educadores e alunos ciganos. Desta forma tanto as crianças, como as famílias se sentem melhor e mais confiantes, o que incentiva os jovens ciganos à continuidade dos estudos, alcançando outros níveis de escolaridade.

Em 2013 a figura do mediador sociocultural, a sua formação, integração e inclusão na coordenação e na consciencialização da população escolar foi reconhecida pela legislação portuguesa através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 25/2013 (http://goo.gl/edKL8n). No entanto, estes profissionais continuam a desenvolver as suas atividades em condições precárias.

You may also like...