olá

Dezembro 2018
S T Q Q S S D
« Jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

A caiação como património; a caiação como prática | Oficina Temática, a 29 de Outubro

Sabe certamente que a cal é a opção mais barata, saudável e adequada à pintura de casas de taipa. Quer aprender mais ou partilhar o que conhece sobre a cal e a caiação?

Inscreva-se gratuitamente nesta Oficina temática, a realizar na terça-feira, 29 de Outubro, na ADCMoura. Será oferecido um almoço volante, no alpendre do antigo Grémio de Moura, espaço que será também o objecto da parte prática da Oficina. Inscreva-se aqui ou através dos contactos em baixo.

DSC00121

Usada desde tempos remotos, a cal era um dos materiais de base para a construção, em toda a zona mediterrânica. E era também usada pela maioria das pessoas, no dia a dia das suas casas, como “detergente universal”. Hoje é considerada pelos especialistas da construção sustentável como um material fundamental e de futuro: por ser ecológico, económico e a sua produção não utilizar tanta energia como o cimento e outros materiais.

A cal é também um material fundamental para a conservação das casas tradicionais, sejam elas de taipa, adobe ou alvenaria e rebocadas com argamassas de cal.

Nas palavras do antropólogo Pedro Prista, numa apresentação que efectuou num seminário sobre Cal e Pigmentos, não é apenas a cal como material, mas a caiação, o acto de caiar, que tem que ser considerada um património a preservar. É este material, na sua vertente de revestimento funcional e estético e na sua vertente antropológica e poética, que esta OFICINA sobre a CAL propõe explorar, para que o património a ela associado e a sua prática não se percam.

A oficina terá de uma breve parte teórica sobre a utilização da cal em argamassas e na caiação, as propriedades e características do material, técnicas, vantagens do seu uso essencialmente em construções antigas e desmistificação da ideia de que a cal é um material menor na comparação com os materiais modernos. Será também feita uma abordagem às boas práticas de intervenção nas construções antigas.

A parte prática será essencialmente sobre a caiação e as suas possibilidades. Iremos:
– observar paredes e aprender a diagnosticar se são caiadas e sobre que tipo de reboco
– preparar a cal para caiar
– experimentar ou praticar a caiação
– adicionar pigmentos
– trocar ideias e técnicas de caiação
…e ficar a saber que uma caiação bem feita e seguindo alguns procedimentos é um excelente método de conservação de casas de construção antiga e uma boa solução para casas modernas!

Animadora da Oficina:
Sofia Trincão vive no Algarve, onde desenvolveu, em seminários, acções de formação e, sobretudo, com as caiadeiras locais, os saberes sobre cal que hoje divulga e aplica em iniciativas de natureza comunitária. Pode acompanhar o seu trabalho em www.caiarte.wordpress.com.

ADCMoura | pç Gago Coutinho, nº3, 1º, Moura | 285 25 49 31 | adcmoura@adcmoura.pt

One Comment

  1. a daniela gosta muito da festas de alcoutim beijinhos da
    vossa amiga daniela

Comments are now closed for this article.